Cardápio Vegetariano: Conheça os Substitutos da Proteína

cardápio vegetariano

Quase toda vez que alguém diz que aderiu um cardápio vegetariano, um outro alguém pergunta “mas e as proteínas?”

A dieta vegetariana procura incrementar diversos substitutos das proteínas regularmente consumidas por meio das carnes. E é fundamental que assim seja, visto que nosso corpo precisa de certos nutrientes para se manter saudável.

Pensando nisso, hoje falaremos sobre os principais substitutos das proteínas nessa circunstância.

E, no final, uma receita bônus deliciosa para aqueles que consideram aderir o estilo de vida vegetariano ou somente aproveitar uma boa refeição!

Antes de tudo, devo mencionar àqueles que não consideram cortar completamente a carne da dieta: consumam carne vermelha no máximo 2 vezes ao longo da semana. Opte pelas brancas, se for o caso.

Jejum intermitente: quais as vantagens e desvantagens?

Os principais substitutos da proteína no cardápio vegetariano


Alguns alimentos são ricos em proteínas e podem assumir tranquilamente o papel da carne no organismo. Além disso, quando associados ao consumo de certos cereais, podem trazer ainda mais benefícios para o organismo.

Alimentos ricos em proteínas:

-Chia: além de ser rica em proteínas, a chia auxilia o bom funcionamento do intestino e dá energia;

-Feijão: em especial o feijão preto e o vermelho. Também rico em proteínas, o feijão assume um papel de enorme funcionalidade no cardápio vegetariano. Pode ser preparado de diferentes formas e em diferentes receitas.

-Tofu: o tofu é o maior aliado dos veganos, também. Ele funciona como substituto do queijo e é importante fonte de proteínas. Atua no combate ao câncer, anemia e aos altos índices do “mau” colesterol.

<

-Soja: em especial, a soja amarela. Muito se tem falado sobre os benefícios da soja. No entanto, deve-se atentar para os exageros. Quando consumida em quantidades adequadas, a soja auxilia o bom funcionamento do intestino, “acelera” cicatrizações e também reduz o colesterol LDL (o “mau”).

-Grão de bico: esse alimento deve ser consumido cru. Quando cozido, perde consideravelmente boa parte de suas propriedades vantajosas. O grão de bico também é rico em potássio, cálcio, fósforo e magnésio.

-Jaca: a jaca tem sido muito usada para fazer as “carnes” vegetarianas. Pode ser preparada de muitas formas diferentes e é rica em vitamina A, K, C e antioxidantes.

Além de ter importante papel no cardápio vegetariano, a jaca auxilia o funcionamento dos sistemas imunológico e digestivo. E previne contra problemas de visão, câncer e hipertensão arterial.

O que são sons binaurais e para que servem?

De maneira geral, aqueles que cortam a carne animal do cardápio costumam relatar sensação de leveza após as refeições, maior bem estar consigo mesmo e com a natureza.

Além disso, relatam que o fato de passarem a dar maior atenção para aquilo que ingerem faz com que tenham maior contato e consciência sobre o próprio corpo.

Pensando no bom proveito que pode ser tirado dos principais substitutos da proteína no cardápio vegetariano, escolhemos uma receita que é muito bem aceita pelos veganos e vegetarianos: o hambúrguer de feijão preto.

Hambúrguer de feijão preto: como fazer?


A receita de hambúrguer de feijão preto é muito prática e muito saborosa. Olha só!

Ingredientes:

-8 xícaras de feijão preto cozido (pode usar outro tipo de feijão também)

-1 xícara de cebola picada

-½ xícara de farinha de arroz (pode usar a farinha de trigo, mas a opção sem glúten traz ainda mais benefícios, como a redução de carboidratos e calorias)

-2 colheres de sopa de óleo vegetal

-pimenta do reino e sal a gosto

Como Combinar Uma Boa Alimentação Com Exercícios Físicos

Modo de preparo:

Amasse o feijão, sem se preocupar em amassar todos os grãos. Aqueça o óleo em uma panela e frite a cebola. Adicione o feijão, pimenta e sal (ou qualquer tempero de sua preferência) e misture bastante. Quando a consistência estiver mole e quase homogênea, desligue o fogo e espere a massa ficar morna. Em seguida, adicione a farinha e misture.

Unte as mãos, molde os hambúrgueres e frite.

Os hambúrgueres podem ser congelados e duram até oito meses no congelador.

Essa receita pode ser uma ótima pedida para a reposição de proteínas e também para a substituição do hambúrguer de carne bovina.

COMPARTILHAR
Doutor Rodrigo Neves é pós-graduado em nutrologia e endocrinologia, membro da American Antiaging Society nos Estados Unidos. Em sua incessante busca para mudar a saúde das pessoas de dentro para fora, fazendo com que aumentem a sua produtividade e longevidade, procurou conhecimento dos melhores médicos do mundo, e grandes lideres para realmente transformar pessoas.