Gorduras: Quais Devemos Consumir?

gorduras

A maioria das pessoas acredita que o consumo de gorduras deve ser totalmente evitado. No entanto, existem gorduras “boas” e “ruins”. Além de poderem ser adquiridas de diversas formas, por meio de diferentes alimentos.

O que são as gorduras?


As gorduras representam, de forma geral, os lipídios. O papel dos lipídios no organismo é realizar o armazenamento de energia, a fim de proporcionar isolamento térmico.

Os lipídios constituem as camadas de gordura do tecido adiposo.

Existem diferentes tipos de gordura e de lipídios, por exemplo os glicerídeos, carotenoides, cerídeos, etc. O consumo desse tipo de substância têm sido amplamente criticado, sob a alegação de trazerem inúmeros problemas para a saúde.

Apesar disso, o problema em si não está na gordura, mas na forma como a consumimos.

As gorduras presentes em alimentos industrializados como o leite e a manteiga devem ter consumo extremamente controlado, especialmente em pessoas com fatores de risco preexistentes.

Cardápio Vegetariano: Conheça os Substitutos da Proteína

Quais gorduras evitar e por que?

Como a maioria deve supor, a gordura trans é a maior “vilã” da saúde. Presente em frituras, fast foods e alimentos altamente industrializados (biscoitos, refeições congeladas, etc.).

Gordura trans

Dentre as gorduras, a trans é a mais perigosa. Obtida através de óleos vegetais, ela é artificial. Por isso, é recomendável que o consumo dos seguintes alimentos seja evitado/controlado:

-Batata frita e fast food de maneira geral

<

-Margarina e óleos de cozinha

-Massa de pastel

-Biscoitos de sabor (chocolate, morango, limão, baunilha…)

-Pipoca de microondas

-Macarrão instantâneo

-Bacon (especialmente frito em óleos)

As trans são potenciais desencadeadores de problemas de colesterol, fígado, coração, diabetes e obesidade.

Gordura saturada

Além da gordura trans, fala-se também sobre os malefícios das gorduras saturadas. Entretanto, esse tipo de gordura pode não ser prejudicial se consumida de forma correta. Isso porque tende a não perder suas propriedades quando submetida a altas temperaturas.

Geralmente é encontrada em alimentos de origem animal (carnes, linguiça e bacon, por exemplo).

Jejum intermitente: quais as vantagens e desvantagens?

Gordura insaturada: por que consumir?

As gorduras insaturadas são de origem vegetal, por isso, são consideravelmente mais saudáveis do que as outras.

Suas propriedades auxiliam a regulação da pressão arterial, aumentam o colesterol “bom” e reduzem os níveis de triglicerídeos.

A gordura insaturada pode ser encontrada em diversos alimentos, como por exemplo:

-Abacate

-Azeite de oliva

-Banha de porco

-Semente de linhaça

-Nozes e amêndoas

-Salmão

É bastante simples ingerir as quantidades diárias necessárias da gordura insaturada. No entanto, deve-se atentar para quando submetemos esse tipo de gordura à temperaturas muito altas.

Essa condição faz com que os óleos liberem substâncias tóxicas, além de perderem suas propriedades benéficas.

Qual a melhor forma de consumir gorduras?

-Recomenda-se que o consumo de alimentos industrializados e processados seja evitado ao máximo.

-Acredita-se que a quantidade máxima a ser ingerida de gordura trans em um dia é de 2g, o que já é bastante.

-Opte por incluir os alimentos ricos em gordura insaturada no seu cardápio.

Banha de porco: o que é e como age no corpo?

Quais os fatores de risco?

Algumas doenças e condições de saúde fazem com que o consumo de gorduras deva ser ainda mais controlado. Como por exemplo:

-Diabetes

-Pessoas com problemas de colesterol preexistentes

-Gravidez

-Obesidade

Esses fatores fazem com que o consumo de certas gorduras seja ainda mais prejudicial.

Atente para os alimentos que consome, eles podem ser aliados e vilões da saúde, tudo depende da sua escolha!

Quer saber mais sobre como mudar seus hábitos de saúde e comportamento?

Então confira meu ebook gratuito com Tudo que Você Precisa Saber para Transformar sua Vida de Uma Vez por Todas!

COMPARTILHAR
Doutor Rodrigo Neves é pós-graduado em nutrologia e endocrinologia, membro da American Antiaging Society nos Estados Unidos. Em sua incessante busca para mudar a saúde das pessoas de dentro para fora, fazendo com que aumentem a sua produtividade e longevidade, procurou conhecimento dos melhores médicos do mundo, e grandes lideres para realmente transformar pessoas.